Publicado em

Storytelling Coffee: Conheça as Fazendas Klem

FAZENDAS KLEM

Plantar café já é muito difícil e ter uma produção orgânica de qualidade é algo ainda mais trabalhoso. Neste mês de outubro iniciamos a parceria com as Fazendas Klem e trouxemos até vocês um café complexo, com acidez equilibrada, notas de mel, floral, doce, corpo médio, retrogosto longo. Baita café! Vale experimentar pois o estoque é limitado mas já estamos estudando em trazer como opção recorrente.

CAFÉ ORGÂNICO KLEM – 10-2019
Variedade: Catuaí Vermelho 44
Processo: Natural
Produtor: Fazendas Klem
Município: Luisburgo – Minas Gerais
Altitude: 1200m

As Fazendas Klem estão localizadas no município de Luisburgo/MG, na região Matas de Minas, com altitude de 900 – 1250 metros. As Fazendas fazem parte de um ciclo montanhoso da Mata Atlântica, uma região que a economia gira entorno ao café principalmente nela tem uma ótima combinação de clima, altitude, solos e boas reservas naturais que fazem de um lugar agradável para nosso ecossistema.

Os cafés das Fazendas Klem são 100% orgânicos e cumprimos com critérios sociais, econômicos, ambientais e de alto padrão de qualidade a nível internacional, que a cada ano aprimoramos para estar em uma melhoria continua, como nossa missão é: “Produzindo Cafés de Excelência”, além disso, temos uma excelente combinação de policultura entre café, abacate e banana que fazem de nossas lavouras uma mata natural onde todo nosso ecossistema convive.

Nossa safra de café começa normalmente no mês de Junho, porque nossas lavouras se encontram em uma região alta de montanha o que permite que o café se amadureça lentamente concentrando maiores açúcares e uma infinita sensação de sabores única de nosso paladar.

Fazenda: Fazendas Klem
Altitude: 900 – 1250 m.
Temperatura média: 22,5° C.
Cidade: Luisburgo, Minas Gerais, Brasil.
Hectares em café: 120 Ha.
Policultura: Abacate orgânico tropical, Abacate Hass orgânico, Café orgânico e Banana prata.
Variedades em produção: Catucai vermelho 785, Catuai 44 vermelho e amarelo, Bourbon amarelo, Icatú amarelo, caturra amarelo, Oeiras vermelho, Mundo novo vermelho.
Procesos: Natural, Honey e Fully Washed e outros tipos de fermentação.
Colheita: Semi mecanizada e seletiva.
Secagem: Cama Africana sob estufa, pré-secagem em pátio e finalização em secador mecanizado horizontal.
Famílias parceiras: 45 famílias tem contrato de parceria com as Fazendas Klem.

Certificações:

  • USDA Orgânico.
  • Selo Orgânico Europeo (CE) n°834/2007.
  • Orgânico Brasil.
  • Certificado UTZ.
  • Certificado Rainforest Alliance Certified™.
  • Starbucks C.A.F.E. Practices.
  • Certificado CERES – JAS

Membro:

  • BSCA (Brazilian Specialty Coffee of Association),
  • ACOB (Brazil’s Association of Organic Coffees)
  • ACE (Alliance for Coffee Excellence).

Prêmios:

  • Cup of Excellence 2017. Score 91,17
  • Finalista do premio “Fazenda Sustentável” organizado por Globo Rural 2016.
  • 7º lugar na VII Prova de Cafés Certificados 2016 – Imaflora Rainforest Alliance Certified™. Score 87,50 SCAA. Safra 2016.
  • Finalista no premio “25 Premio Ernesto Illy de Qualidade do Café para Espresso”- Brasil. Safra 2016.
  • 7º lugar na VII Prova de Cafés Certificados 2015 – Imaflora Rainforest Alliance Certified™. Score 86,33 SCAA. Safra 2015.
  • 5º lugar Melhor café organizado pela Nestlé Brasil. Safra 2015.
  • 10º lugar The best Coffee of The Year Brazil, Safra 2014.
Publicado em

Storytelling Coffee: Conheça a Fazenda Pilar

FAZENDA PILAR

Sabia que o Paraná também possui ótimos cafés? A região do Norte Pioneiro, é um berço para excelentes cafés, uma das fazendas que provamos e adoramos os cafés é da Fazenda Pilar. Um café doce, corpo médio, baixa acidez, leves notas lembrando chá preto. Resumindo cafezão pra você tomar logo cedo e pro café da tarde acompanhado de um bom pão artesanal. Conheça um pouco mais sobre a história da Fazenda Pilar.

CAFÉ DOÇURA – 10-2019
Variedade: Catuaí 62 – amarelo
Processo: Bóia Descascado
Produtor: Fazenda Pilar – Orlando von der Osten
Município: Cornélio Procópio – Paraná
Região produtora: Norte Pioneiro do Paraná Altitude: 550m

Localizada no Paraná, Estado que já foi o maior produtor mundial de café, mais precisamente no município de Cornélio Procópio, na região do Norte Pioneiro do Paraná, reconhecida pela sua tradição e importância na cafeicultura paranaense e brasileira, a Fazenda Pilar teve início em 1899, portanto são mais de 120 anos de história, sempre pertencendo à mesma família. Apesar da idade, a gestão é moderna, mantendo nossa alma jovem e forte, preparada para encarar os desafios que o futuro nos reserva.

Dentro deste conceito, estamos constantemente atualizando nosso projeto de café, e nos voltamos para a produção de alta qualidade. Para garantir esta condição, investimos em alta tecnologia no manejo, equipamentos, infraestrutura e treinamento de nossa equipe.

A sustentabilidade é ponto crucial, sendo obrigatório a aplicação de boas práticas agronômicas em nossas lavouras, na preservação do solo e dos recursos naturais, bem como o respeito aos nossos colaboradores e seus familiares, aos quais oferecemos excelentes condições de trabalho e de vida. Acreditamos que estas filosofias são responsáveis pelos ótimos resultados que colhemos.

Publicado em

Storytelling Coffee: Conheça a história do ADEMILSON NOIMAN

ADEMILSON NOIMAN

Conhecemos o Ademilson numa viagem ao Sul de Minas. Visitamos o Sítio São Francisco, uma pequena propriedade de 4,59 ha que está localizado numa micro região de São Gonçalo do Sapucaí-MG a 1350 m de altitude.

Trouxemos um Bourbon Amarelo, com notas doces de chocolate, acidez tartárica, um leve frutado e encorpado. Obra do Ademilson e da Adriana de Barros.

Ademilson Noiman Borges é um dos sócios na produção de cafés especiais, no Sítio são Francisco, adquirido no ano de 2015 por Adriana de Barros Rodrigues, engenheira agrônoma, que chegou a São Gonçalo do Sapucaí-MG em 2008 para trabalhar com assistência técnica e extensão rural, junto a APAS (Associação dos Produtores do Alto da Serra).

Abaixo segue o relato do Ademilson:

Construímos a parceria com foco em produzir cafés de alta qualidade.

Desde 2008 quando me afiliei a Apas, devido ao trabalho desenvolvido e apresentado pela associação. Tive a vontade de mudar a forma de conduzir a produção e a propriedade, assim em 2010 quando tivemos nosso primeiro contato com café especial, vi que era o que eu queria trabalhar, pois estamos numa região propícia a produção de cafés especiais, como pequeno produtor que sou, só consigo permanecer na produção e no sitio se trabalhar de forma diferente, agregando valor e produzindo cafés de qualidade, pois vejo que só assim posso continuar, sem dizer que é muito gratificante.

Sou produtor de café desde 1998 quando plantei minha primeira lavoura. Trabalhamos com o intuito de produzir cafés de excelente qualidade, aproveitando o potencial que a própria micro-região proporciona para a produção de cafés, aliada ao conhecimento, trabalho, dedicação e amor ao que fazemos, atentando ainda ao respeito ao Meio Ambiente e demais questões sociais e de segurança alimentar dentro das normas da Certificação Fair Trade em que são certificados.

Hora do cupping para escolher o microlote
Publicado em

Ter uma cafeteria não é só Latte Art. Bastidores da operação.

Ter uma cafeteria parece ser o sonho de muitas pessoas, principalmente nos últimos anos em que o mercado de café especial deu um boom. Ter um estabelecimento que pode virar um refúgio frente ao caos de grandes centros urbanos com um ambiente aconchegante, bonito, que promova a cultura, que seja um estimulo a bons papos, com ótimos produtos e com um ideal por trás, um propósito de vida, é algo maravilhoso.

É bem verdade que todo esse lado “mágico” está presente. O Café Especial reúne realmente muitas pessoas boas, promove e incentiva o trabalho coletivo e consciente. Novas ideias e estudos surgem diariamente para animar nossas vidas.

Mas não se iluda. Vamos contar a realidade em alguns posts, um lado que quase ninguém mostra nas redes sociais. Após ler estes pontos, você pensará duas vezes antes de ter uma cafeteria ou pelo menos estará mais ciente do que é o dia a dia.

Os sócios num dos dias que o encanamento entupiu. Nada de glamour.

1- A vida não é um Latte Art
Sua timeline no Instagram é cheia de Latte Art? Esqueça, o último a ficar no bar será você.

Você vai precisar pagar contas, gerenciar pedidos, falar com eletricista, orientar seus colaboradores, problemas com privada entupida, limpeza da loja, fornecedores que atrasam as entregas, correr atrás de troco quando alguém vier com R$100 para pagar um café e fazer a coisa toda rodar.

2- Defina bem seu posicionamento
Antes de sair investindo em equipamentos de estufa, geladeira, freezer, pense muito bem no seu posicionamento e como será o mix de produtos. O investimento financeiro é bem alto e seu ticket em se tratando de café não é tão alto.

Seu foco será só café e pequenos acompanhamentos ou irá investir também em doces, salgados e preparos na loja? Fazer preparos na loja exige um tempo e esforço grande, tanto na abertura quanto no fechamento. Descongelar, colocar pra assar, verificar validade do produto, desperdício, espaço de armazenamento, limpar forno, limpar expositores, embalar os alimentos, se preocupar se vai ter produtos pra viagem, se são produtos recicláveis etc.

3- Paciência
Se você não é uma pessoa paciente, resiliente, vai ter que treinar muito esse lado zen. Lidar com os mais variados perfis de clientes irá exigir bastante. Se na sua região você for o desbravador de cafés especiais e for trabalhar com cerca de 30ml de café no espresso vai escutar muito “Cadê o café? Cinco reais por isso? Na padaria me dão a xícara cheia e custa bem menos”. Aprenda a sambar e ter molejo, a humanidade tem criatividade para te tirar do sério.

4- Ar Condicionado
Torça para que a instalação seja bem feita e faça a manutenção preventiva, caso contrário esteja preparado para lidar com técnicos com capacidades bem duvidosas. Fique de olho na garantia do serviço.

5 – Vai trabalhar muito, mas muito mesmo. Já disse que vai ter que trabalhar muito?
Se esta é sua primeira cafeteria, até ela se consolidar, ter processos bem definidos, ter uma equipe treinada, conseguir parceiros de qualidade, marketing encaminhado, ter clientela fiel, você vai ter que trabalhar muito para ajustar tudo. Principalmente no primeiro ano de operação. Não pense que em 6 meses já vai estar tudo redondo e que você irá só curtir.

Se você acha que vai sair daquele emprego chato das 08h às 18h e que vai trabalhar só de segunda à sexta, não vai. O trabalho é cansativo.

Estes são pontos simples e que parecem óbvios mas estarão presentes no seu dia a dia até sua cafeteria ter fôlego e consistência no serviço. E aí, finalmente, você poderá pensar muito mais em estratégias de crescimento, parcerias, fazer cuppings pra selecionar aquele baita café, ficar na máquina tirando os shots de espresso e treinando Latte Art.

Publicado em

Storytelling Coffee: Conheça a história da Capadócia Coffee

No mês de abril estamos com um baita café produzido pela Capadóccia Coffee. Produzido na região de São Gonçalo do Sapucaí, Mantiqueira de Minas, Minas Gerais. Altitude de 1250m, secado em terreiro suspenso e pertencente a variedade Catuaí Vermelho.

É um café encorpado, doce, baixa acidez e de retrogosto prolongado.

A Capadócia Coffee é uma fazenda com produção familiar, pessoas que estão investindo e aprimorando processos na colheita Seletiva, Manual e mecanizada, buscando os melhores talhões para uma bebida de qualidade.

O trabalho com Cafés Especiais teve início em 2009 , quando um técnico da Emater em uma das suas palestras alertou sobre o potencial da região na produção de cafés de qualidade. Atualmente a propriedade conta com ajuda de 5 a 20 colaboradores entre colheita e manejo durante todo ano. São cerca de 55 hectares plantados e 15 hectares de Mata Preservada.
Altitude: 1000 a 1450 metros 
Região: Mantiqueira de Minas 
Cidade: São Gonçalo do Sapucaí 
Certificação: Fair Trade e IBD Orgânico 
Processo: Natural lavado, Colheita Seletiva e Despolpado 
Secagem : Terreiro Suspenso, pátios e secadores.
Manejo utilizado: Todo o manejo da propriedade é feito a partir de visitas mensais com orientações agronômicas, técnicas adquiridas em palestra e orientação da certificação Fair Trade.

Projetos Colheita Seletiva
Um projeto iniciado e apoiado por Joel Shuller em 2016, com intuito de conhecer o potencial dos cafés da Mantiqueira, sucesso da Capadócia, com este projeto foi possível conseguir micro lotes de cafés com altas pontuações que elevou a qualidade da propriedade.

Café Orgânico: Bourbon Amarelo, plantado em Novembro 2016, em uma altitude de 1200 metros que em 2019 já será possível apreciar.
Agrofloresta: Tupi Vermelho, plantado em Novembro de 2016 embaixo de árvores, com o objetivo de buscar um produto totalmente natural e que entrará em produção em 2020.
Green House: Com objetivo de produzir micro lotes de alta complexidade foi instalada em 2019 para proteger e somar ainda mais no produto final.
Variedades cultivadas na fazenda: Bourbon Amarelo, Catuai Amarelo , Catuai Vermelho, Catuai Amarelo, Tupi Vermelho, Mundo Novo, Rubi e Acaia .

A Capadócia Coffe conquistou alguns prêmios ao longo desses anos:
7 lugar na categoria Natural Cup, com pontuação média 90.18 com um Catuaí Vermelho
1* e 3* lugar Colheita Seletiva na Cooperativa Apascoffee

Aproveitem a edição de abril deste café. Estamos trabalhando com eles tanto nos preparos filtrados quanto na venda de pacotes de 250g.

Publicado em

Storytelling Coffee: Conheça a história do Honey & Coffee

Para que vocês saibam a origem dos cafés utilizados em nossas lojas estamos publicando alguns posts sobre os produtores. Já falamos do pessoal do Fruto Mineiro e hoje vamos contar um pouco sobre o Honey & Coffee.

Abaixo teremos as próprias palavras do Alessandro, pessoa incrível que tivemos o prazer de conhecer na SIC 2018.

Iniciei na cafeicultura em 1993, quando meu pai comprou uma propriedade em São Gonçalo do Sapucaí, esse foi meu primeiro contato com o café, desde então venho aprendendo a produzir café, hoje possuo duas pequenas propriedades o Sítio Esperança e o Sítio Diogo e arrendo mais três: Sítio Grotão, Sítio Boa Vista e a Fazenda Fortaleza onde moro, somando um total de 24 ha de café, trabalhamos em regime de agricultura familiar, junto com outros produtores, estamos focados na produção de cafés de alta qualidade, principalmente os naturais, a partir de 2013 começamos a descascar nossos cafés, secamos os cafés em terreiros pavimentados, suspensos e estufa, estamos em uma região que tem vem se destacando na produção de cafés especiais.

 Apartir de 2016 começamos a fazer a colheita seletiva através do apoio e incentivo da Casa Brasil um parceiro dos EUA, no começo parecia impossível e inviável para o Brasil era o que todos diziam, mais graças a Deus a qualidade dos café que foram colhidos seletivamente, nos surpreendeu atingindo notas e sabores que nem imaginávamos, a colheita seletiva elevou muito a qualidade dos nossos cafés, estamos sempre tentando melhora a nossa qualidade. Trabalhamos duro nos últimos anos, acreditamos e investimos na qualidade e agora estamos colhendo os resultados com diversas premiações em concursos regionais e nacionais.

Também em 2016 começamos o cultivo orgânico em uma área de 1,8 ha da Fazenda Fortaleza, nesses três anos estamos aprendendo e aprimorando esse novo cultivo e agora buscamos a certificação do IBD e na próxima safra já teremos cafés orgânicos certificados.

Outra fonte de renda da propriedade é o artesanato feito por minha esposa Mariangela e a apicultura, por isso criamos a marca a Honey & Coffee que representa todo nosso trabalho na apicultura e nas propriedades de café, buscando sempre melhorar a qualidade  e variedade de nossos produtos

Nosso mais novo projeto é  o “Tesouros da Mantiqueira” que tem como objetivos e ações:

– Produzir, detectar e estimular a produção de cafés de alta qualidade na região através de analises desses cafés, busca e aperfeiçoamento de novos processos, consultorias, dias de campo e intercâmbios.
– Promover os cafés e a região da Mantiqueira através da participação de feiras e concursos.
– Oferecer esses cafés de alta qualidade aos compradores através do projeto “Tesouros da Mantiqueira”.



Em nossa loja do Centro, Av Prefeito Osmar Cunha, 251, Centro, Florianópolis, você poderá encontrar o café do Honey & Coffee.
Publicado em

FRUTO MINEIRO – A HISTÓRIA DE QUEM PRODUZ O SEU CAFÉ

ORIGEM

Um dos principais objetivos do ARBOR Café® é criar uma ponte entre o trabalho de produtores, torrefadores e de outras cafeterias com os nossos clientes. Queremos que as pessoas tenham acesso ao que há de melhor sendo produzido no Brasil e entendam um pouco sobre as dificuldades de se produzir um café de alta qualidade.

A importância de saber o que estamos consumindo, qual a origem do grão, como ele foi produzido e quem são as pessoas por trás de cada xícara de café que bebemos é o que faz ele ser especial.

Atualmente utilizamos em nossos grãos Frutado e Doçura, cafés produzidos pelo pessoal do Fruto Mineiro – Cafés Especiais e torrado aqui em nossa loja semanalmente.

Fruto Mineiro Cafés Especiais é uma pequena empresa familiar fundada em 2015 por dois produtores de café da cidade de Natércia, situada na região da Serra da Mantiqueira, Sul de Minas Gerais, Brasil.

Incentivados pelos amigos e familiares também produtores, inicialmente decidiram abrir um pequeno laboratório de prova para análise da qualidade dos cafés e para conhecimento da potencialidade dos próprios frutos.

Desde então, a família Fruto Mineiro comercializa os próprios cafés, tanto torrados quanto verdes e incentiva os produtores da cidade e região a produzirem cafés especiais, de modo a agregarem valor aos seus próprios grãos e para que possam, junto à família Fruto Mineiro, mostrar a todos a potencialidade e o diferencial dos cafés da região sul mineira.

FRUTADO
Variedade: Catuaí Vermelho
Processo: Natural , Secagem em terreiro de cimento
Altitude: 1175m
Região: Natércia, Mantiqueira, Minas Gerais
Produtor: Fruto Mineiro


DOÇURA
Variedade: Mundo Novo
Processo: Natural , Terreiro de cimento e secador rotativo
Altitude: 1100m
Região: Natércia, Mantiqueira, Minas Gerais
Produtor: Fruto Mineiro

Publicado em

Exposição do ilustrador Artur Falcão

Artur Falcão

Está aberta a nova exposição de artes no ARBOR Café®. O artistas convidado é o Artur Falcão, ilustrador talentosíssimo e com um trabalho de linhas, formas e cores, muito peculiar. Seu estilo é inconfundível, dá vontade de ter uma parede inteira pintada com o seu trabalho. Aliás, todos os quadros da exposição podem ser comprados. Os dois maiores custam R$ 560,00 cada e os menores R$ 360,00 cada um. Temos alguns prints montados em madeira que custam R$ 150,00. Tudo que for vendido vai exclusivamente para o artista.

Uma de nossas propostas é trabalhar o coletivo e nada melhor do que utilizar nosso espaço para algumas manifestações artísticas.

Abaixo nas palavras do próprio Artur Falcão a definição do seu trabalho.

Meu desejo por desenhar e ilustrar vem desde de criança. Gostava muito de ver os desenhos animados no canal Cartoon Network, e também me divertia muito jogando diversas partidas de vídeo game ao som de R&B. Construí um mundo Imaginário, passando muitas horas desenhando de tudo e nos mínimos detalhes. Evidentemente que aquelas longas horas desenhando acabaram por influenciar e ampliar minha visão de desenhista e ilustrador. Os anos foram se passando e o gosto por desenho só aumentou, resolvi portanto, ingressar na universidade de Design com foco em ilustração, na possibilidade de ampliar meus horizontes no mundo da ilustração, e daí em diante segui meu rumo. Sou formado em Design como Ilustrador.

Nos trabalhos em que realizo, meu núcleo de desenvolvimento mescla sempre elementos de quadrinhos animados, alimentos, natureza, ilustração, cores e lifestyle. Nos últimos anos passei grande parte de meu tempo aperfeiçoando a técnica e estilo para que meus trabalhos obtivessem um aspecto mais vibrante e envolvente com histórias diversas, possibilitando a quem os observa dar sua própria interpretação do contexto.

Neste sentido, percebi que essa minha visão criativa na concepção de trabalho é um ingrediente que colabora muito com os serviços que presto aos meus clientes. Hoje em dia realizo trabalhos no desenvolvimento de marcas, identidade visual, embalagens, ilustrações e vestuário em segmentos de âmbito nacional e internacional. Através de cada projeto convido os clientes e usuários a embarcar em uma caminhada criativa e envolvente para a realização do trabalho.

Vocês podem conferir um pouco mais do trabalho dele nos sites:
https://www.behance.net/ArturFalcao
https://br.linkedin.com/in/artur-falc%C3%A3o

Artur Falcão
Publicado em Deixe um comentário

TOUR EM SEATTLE: Tendências, mercado e percepções – PARTE 3

Specialty Coffee Expo 2018

Chegamos ao último post sobre a nossa viagem à Seattle. Vamos falar um pouco sobre o que vimos no evento Specialty Coffee Expo 2018 e nossas percepções sobre o mercado de café na terra do Starbucks, Nirvana e do frio, muito frio.

MÁQUINAS DE ESPRESSO

Um show a parte, designs modernos, minimalistas, algumas máquinas ao melhor estilo Steampunk e outras resgatando a origem das primeiras máquinas. Preocupação total com a extração do café, controle de pré-infusão, temperatura, pressão e tempo de extração.

Um dos stands que mais chamaram nossa atenção foi o da Slayer. Sonho de consumo! A clássica La Marzocco também estava presente, Victoria Arduino com sua Black Eagle, Sanremo, entre tantas outras.

La Marzocco
La Marzocco é ainda uma das máquinas preferidas
Modbar
Modbar

MOINHOS DE CAFÉ

Uma das peças fundamentais de uma boa cafeteria, os moinhos foram uma atração a parte. Controles cada vez mais precisos na granulometria e na entrega da dosagem.

Moinho com balança integrada da ACAIA e Moinho Mahlkönig

Baratza

MÁQUINAS DE TORRA

Outra área de destaque e de extrema importância no café especial. Além das tradicionais marcas como a Probat e Diedrich vimos muitas novidades, inclusive máquinas de torra elétricas e totalmente digitais como a StrongHold S7.

Stronghold S7
The San Franciscan

4 DICAS SOBRE TENDÊNCIAS

1- Automatização de processos: trabalhos repetitivos estão sendo dominado pelas máquinas. Seja na torra ou na extração do café como por exemplo o aparelho Poursteady que pode preparar até 5 filtrados com pré-infusão, infusão, tempo e pesos pré estabelecidos pelo barista.
2- Era da Experiência: Num mercado extremamente concorrido a qualidade é obrigação. A experiência que o café proporciona e saber como utilizá-la é um diferencial nesse mercado promissor. Pra nós, Starbucks Reserve (mesmo não oferecendo o melhor café) e o AnchorHead (ambiente moderno e café de primeira) foram os destaques da viagem.
3- Cold Brew: Vimos que a aceitação por essa bebida lá fora é muito grande sendo vendido não só nas Coffee Shops mas em supermercados, bares, padarias e até em lojas como a Target. Aqui no Brasil temos algumas iniciativas ganhando força como por exemplo o pessoal da True Coffe Inc.
4- Foco no café: nas principais cafeterias você vai encontrar basicamente CAFÉ!!! Nada de bolos extremamente doces, tortas com 10 camadas, almoços com cheiro de bacon no ar. O cardápio de acompanhamentos é simples e enxuto. O Café é o protagonista.

4 OBSERVAÇÕES SOBRE O MERCADO DE CAFÉS ESPECIAIS EM SEATTLE

1- A transparência na cadeia produtiva é algo presente em todas as cafeterias que trabalham com café especial.
2- Mão de obra cada vez mais qualificada e sempre apta a tirar as dúvidas dos clientes.
3- Coffee to go é algo intrínseco na vida das pessoas em Seattle. Onde quer que você vá, irá ver alguém com um copo de café.
4- Mercado consumidor muito maduro. Diversos tipos de perfis de torra e cafés muito bons vendidos em mercados como Whole Foods e outros menores. Todos com torra recente (menos de 30 dias). Aqui no Brasil aos poucos os supermercados estão vendendo cafés de qualidade e com torras novas, bom sinal de amadurecimento.

Temos ainda muito o que crescer no Brasil mas aos poucos os consumidores brasileiros estão tendo acesso a cafés de alta qualidade. E o principal, entendendo e valorizando sua produção. Aqui no ARBOR Café reparamos que a busca por cafés em grãos tem sido cada vez maior, um ótimo indicativo de que as pessoas estão aderindo ao café fresco e moído na hora.

Café especial é um caminho sem volta.

Publicado em

TOUR EM SEATTLE. UM GUIA DAS MELHORES CAFETERIAS – PARTE 2

Continuando nossa jornada em busca das melhores cafeterias em Seattle, vamos citar mais alguns lugares que visitamos. Aproveitamos pra andar muito já a chuva,o vento e o frio deram uma trégua.

Seattle Coffee Works

Localizada na 107 Pike Street, em frente ao Public Market Center possui uma variedade grande de cafés torrados por eles. Provamos um Guatemala e outro do Quênia, ambos muito bons. Baristas atenciosos, local simples e agradável de ficar.

Localização próxima ao Public Market Center
Seattle Coffee Works, pode colocar na lista de cafeterias para se visitar em Seattle
Baristas atenciosos e muito simpáticos.
Atendimento excelente

La Marzocco

Esse lugar tem que estar na sua lista! Estrutura fantástica, som de primeira, diversos equipamentos para você experimentar e ver de perto máquinas históricas. Espresso muito bem extraído (Etiópia) e ainda experimentamos mais dois cafés no Kalita da torrefação do George Howell um dos pioneiros do café especial nos Estados Unidos.

Seattle Center Campus
472 1st Ave N, Seattle, WA 98109

Verdade absoluta!
Ambiente moderno, som de primeira, baristas atenciosos e o café então, nem precisa falar.
Um dos melhores espressos que experimentamos em Seattle. Floral, cítrico e doce.
Sempre quis mexer numa La Marzocco? Aqui pode e se quiser levar pra casa é só desembolsar US$ 4.500 por uma dessas belezinhas
Parada obrigatória na La Marzocco

Elm Coffee Roasters

Ambiente agradável, variedades de café mas não possui filtrados feito da hora, apenas no Dripper. Experimentamos o espresso que estava muito bom.

Localizado no número 240, 2nd Avenue

Elm Coffee Roasters

Espresso muito bem extraído.