Specialty Coffee Expo 2018

TOUR EM SEATTLE: Tendências, mercado e percepções – PARTE 3

Chegamos ao último post sobre a nossa viagem à Seattle. Vamos falar um pouco sobre o que vimos no evento Specialty Coffee Expo 2018 e nossas percepções sobre o mercado de café na terra do Starbucks, Nirvana e do frio, muito frio.

MÁQUINAS DE ESPRESSO

Um show a parte, designs modernos, minimalistas, algumas máquinas ao melhor estilo Steampunk e outras resgatando a origem das primeiras máquinas. Preocupação total com a extração do café, controle de pré-infusão, temperatura, pressão e tempo de extração.

Um dos stands que mais chamaram nossa atenção foi o da Slayer. Sonho de consumo! A clássica La Marzocco também estava presente, Victoria Arduino com sua Black Eagle, Sanremo, entre tantas outras.

La Marzocco
La Marzocco é ainda uma das máquinas preferidas
Modbar
Modbar

MOINHOS DE CAFÉ

Uma das peças fundamentais de uma boa cafeteria, os moinhos foram uma atração a parte. Controles cada vez mais precisos na granulometria e na entrega da dosagem.

Moinho com balança integrada da ACAIA e Moinho Mahlkönig

Baratza

MÁQUINAS DE TORRA

Outra área de destaque e de extrema importância no café especial. Além das tradicionais marcas como a Probat e Diedrich vimos muitas novidades, inclusive máquinas de torra elétricas e totalmente digitais como a StrongHold S7.

Stronghold S7

The San Franciscan

4 DICAS SOBRE TENDÊNCIAS

1- Automatização de processos: trabalhos repetitivos estão sendo dominado pelas máquinas. Seja na torra ou na extração do café como por exemplo o aparelho Poursteady que pode preparar até 5 filtrados com pré-infusão, infusão, tempo e pesos pré estabelecidos pelo barista.
2- Era da Experiência: Num mercado extremamente concorrido a qualidade é obrigação. A experiência que o café proporciona e saber como utilizá-la é um diferencial nesse mercado promissor. Pra nós, Starbucks Reserve (mesmo não oferecendo o melhor café) e o AnchorHead (ambiente moderno e café de primeira) foram os destaques da viagem.
3- Cold Brew: Vimos que a aceitação por essa bebida lá fora é muito grande sendo vendido não só nas Coffee Shops mas em supermercados, bares, padarias e até em lojas como a Target. Aqui no Brasil temos algumas iniciativas ganhando força como por exemplo o pessoal da True Coffe Inc.
4- Foco no café: nas principais cafeterias você vai encontrar basicamente CAFÉ!!! Nada de bolos extremamente doces, tortas com 10 camadas, almoços com cheiro de bacon no ar. O cardápio de acompanhamentos é simples e enxuto. O Café é o protagonista.

4 OBSERVAÇÕES SOBRE O MERCADO DE CAFÉS ESPECIAIS EM SEATTLE

1- A transparência na cadeia produtiva é algo presente em todas as cafeterias que trabalham com café especial.
2- Mão de obra cada vez mais qualificada e sempre apta a tirar as dúvidas dos clientes.
3- Coffee to go é algo intrínseco na vida das pessoas em Seattle. Onde quer que você vá, irá ver alguém com um copo de café.
4- Mercado consumidor muito maduro. Diversos tipos de perfis de torra e cafés muito bons vendidos em mercados como Whole Foods e outros menores. Todos com torra recente (menos de 30 dias). Aqui no Brasil aos poucos os supermercados estão vendendo cafés de qualidade e com torras novas, bom sinal de amadurecimento.

Temos ainda muito o que crescer no Brasil mas aos poucos os consumidores brasileiros estão tendo acesso a cafés de alta qualidade. E o principal, entendendo e valorizando sua produção. Aqui no ARBOR Café reparamos que a busca por cafés em grãos tem sido cada vez maior, um ótimo indicativo de que as pessoas estão aderindo ao café fresco e moído na hora.

Café especial é um caminho sem volta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *